ÁREA DO ASSOCIADO

X
PESQUISA DE ANIMAIS E AFIXOS
QUARTA DO CONHECIMENTO

Voltar para lista

Os proprietários querem saber!


Hoje, os usuários querem conhecer, saber mais, querem ser informados sobre tudo o que envolve cavalos, além dos seus cavalos

O mercado de cavalos está mudando rapidamente. O perfil dos clientes do nosso mercado está cada vez mais mudado em vários aspectos. Todos nós, prestadores de serviços, empresas, fabricantes de produtos, e profissionais do ramo estamos tendo que nos adaptar a este novo cliente, ou a esta nova maneira destes clientes participarem deste mercado. Estas mudanças são principalmente notadas a partir do momento em que vemos um aumento muito significativo do que chamamos de "usuários do cavalo", ou seja, aquele que quer ter 1 ou 2 cavalos para seu divertimento, seu lazer, seu hobby, ou aqueles que montam somente por lazer. Muitos podem dizer que estas pessoas sempre existiram e é verdade. O que mudou na realidade é o que estas pessoas querem no momento em que estamos vivendo. E a resposta é simples e direta: querem conhecer, saber mais, querem ser informados sobre tudo o que envolve cavalos, além dos seus cavalos. Querem poder ter acesso à informação de qualidade, querem discutir e conversar com profissionais, querem aprender. Isto parece meio óbvio, a partir do momento em que pensamos que para se ter um cavalo tem de se entender de cavalos. Isto é uma meia verdade. Houve uma época que quem tinha cavalos não queria saber muito de cavalos, mas sim dos seus cavalos. Era fácil para o veterinário, para o cavaleiro, para o prestador de serviço ou para o vendedor, pois o apelo "seu cavalo" era muito forte. Ainda continua sendo, mas não tão fácil como antes. Nós, profissionais do cavalo, temos um concorrente escondido em tudo isto: a pesquisa via internet. Hoje os proprietários de cavalos têm em suas mãos uma ferramenta importante, mas ao mesmo tempo perigosa. Conseguem a informação que desejam em um simples site de buscas. Mas, esta informação vem sem filtro, sem uma garantia de qualidade. Ao mesmo tempo, como estes proprietários são leigos em muitos assuntos, em muitos casos adotam aquela informação sem filtro como a correta, já que eles não possuem a referência correta do assunto. Vemos isto todos os dias. É um fato e não uma idéia ou suposição. Então, se o mundo é feito mais de perguntas do que de respostas, temos que dar as respostas e os serviços corretos e honestos aos proprietários de cavalos. Ainda vemos empresas e profissionais que não se atentaram para estas mudanças e pensam, por exemplo, que os proprietários não podem participar de certos cursos, que não podem conhecer muito a fundo certos assuntos, e que principalmente escondem informações que posteriormente estes proprietários vão descobrir. 

O mundo dos cavalos vem mudando. Nós profissionais temos que saber em que mercado atuamos, independentemente do nível de cavalos ou clientes que atendemos ou prestamos serviços. Trabalhamos com aspectos técnicos sim, mas trabalhamos principalmente com o entretenimento, que deve ter o profissionalismo necessário. Sim, entretenimento mesmo para um cavaleiro olímpico, que salta um cavalo de um proprietário que tem este cavalo para seu entretenimento. Este fator abraça todas as raças, modalidades, categorias e níveis técnicos. Sempre iremos voltar ao entretenimento. O problema disso é que enquanto os profissionais do cavalo não associarem entretenimento com profissionalismo, enquanto não aplicarem técnicas de marketing, gestão, liderança, enquanto não se nivelarem por cima, com as óbvias exceções, estarão sempre querendo esconder informação, bloquear o proprietário de conhecer mais sobre tudo que envolve cavalos, fazendo os chamados "leilões de preços" e continuarão a reclamar que trabalhar com cavalos é difícil, que os proprietários são chatos, e que somente por muita paixão se trabalha com cavalos... 

Aluisio Marins, MV
Universidade do Cavalo
www.universidadedocavalo.com.br
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES DE CAVALOS DA RAÇA MANGALARGA
AV. FRANCISCO MATARAZZO, 455 - PAVILHÃO 4 "DR. FAUSTO SIMÕES" PARQUE DA ÁGUA BRANCA - SÃO PAULO - SP - CEP: 05001-300 - TEL:(11) 3866-9866
ENVIO DE CORRESPONDÊNCIAS - EXCLUSIVAMENTE: CAIXA POSTAL 61016 - CEP: 05001-970 - PARQUE DA ÁGUA BRANCA - São Paulo - SP